• Guia para Investir nos PALOP Online
  • Início     Boas Vindas      Parceiros      Notícias      FAQ      Ajuda      Contactos     

    Notícia

    21/11/2016
    UTO-G de Cabo Verde participa na FIC 2016
    A Unidade Legis-Palop em Cabo Verde marca mais uma vez presença na Feira Internacional de Cabo Verde cuja XXª Edição está a decorrer de 16 a 20 de Novembro, na Praia. A cerimónia de inauguração teve lugar dia 16 de Novembro nas Instalações da FIC-Praia, Achada Grande Frente, presidida por Sua Excelência o Senhor Primeiro-Ministro de Cabo Verde, Dr. José Ulisses Correia e Silva. No decorrer da FIC, o stand da UTO-G contou com a honra da visita da Sra. Ministra da Justiça e Trabalho, Dra. Janine Lélis. Recebeu igualmente a honrosa visita do Sr. Presidente Assembleia Nacional, Dr. Jorge Santos, da Vice-Presidente da AN, Dra. Eva Ortet, e do Secretário da Mesa AN, Dr. Miguel Monteiro, e da Sra. Presidente do Conselho Superior da Magistratura Judicial, Dra. Teresa Évora, e ainda de Nuno Levy, Administrador Executivo da Cabo Verde TradeInvest, instituição Governamental com responsabilidade de promover os investimentos e as exportações de bens e serviços.

    a_fotografia.JPG (354,66 KB) b_fotografia.JPG (202,71 KB) c_fotografia.JPG (425,75 KB) d_fotografia.JPG (236,21 KB) e_fotografia.JPG (258,6 KB) f_fotografia.jpg (407,02 KB) g_fotografia.jpg (399,63 KB) h_fotografia.JPG (366 KB) i_fotografia.jpg (84,39 KB) j_fotografia.JPG (177,61 KB)

      PUBLICAÇÕES LEGIS-PALOP

    Guia para Investir nos Palop

    GUIA PARA INVESTIR NOS PALOP

    Informação actualizada sobre o ordenamento jurídico de cada PALOP numa perspectiva de investimento e análise comparativa, permitindo uma rápida percepção do ambiente de negócios de cada país (requisitos e incentivos).

    Newsletter

    QUADRO JURÍDICO SOBRE O BRANQUEAMENTO DE CAPITAIS, COMBATE À CORRUPÇÃO E AO TRÁFICO DE DROGA NOS PALOP

    Coloca à disposição daqueles que pretendam conhecer, de forma precisa e numa perspectiva comparada, a principal legislação relevante aplicável na prevenção e no combate ao branqueamento/lavagem de capitais, corrupção e tráfico de droga em Angola, Cabo verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.